senha

Primeira Expedição Missionária FMA - 140 anos!

em 20/11/2016 | 00h00min

Primeira Expedição Missionária FMA - 140 anos!

Roma, 14 de novembro de 2016.

Queridas Irmãs,

Daqui, do distante Paraguai, cumprimento todas com carinho e agradeço por terem me acompanhado com a oração em todos os momentos.

Dando continuidade às nossas reflexões mensais no Jubileu da Misericórdia, já muito próximo da sua conclusão, recordo as palavras que até agora resultaram do acróstico da MISERICÓRDIA: MISSIONARIEDADE (janeiro), ENCONTRO (fevereiro), ESPERANÇA (março), EUCARISTIA (abril), RELAÇÃO com Deus e com os outros (maio), INTERCULTURALIDADE (junho), CONVERSÃO MISSIONÁRIA (julho), OBEDIÊNCIA (agosto), RESILIÊNCIA (setembro) e DA MIHI ANIMAS (outubro). Hoje, apresento-lhes a penúltima palavra e faço-lhes também um CONVITE.

A palavra que lhes proponho para a reflexão e a oração pessoal é Impulso Missionário.

Tudo começou quando Jesus, depois de ter desafiado a morte e a escuridão do sepulcro, encontra em diferentes circunstâncias os seus discípulos, confirma-os na fé e ordena-lhes: «Vão pelo mundo inteiro e anunciem a Boa Notícia para toda a humanidade» (Mc 16,15). A partir daquele momento, o Evangelho se fez “peregrino” e precisou de mulheres e de homens de todos os tempos, dos seus pés e mãos, mas especialmente dos seus corações para chegar ao coração de muitos irmãos e irmãs, em lugares distantes, perdidos, nas cidades, nos campos, nas favelas, em todos os ambientes. Desde que o Evangelho conheceu as estradas do mundo, nunca mais ele parou!

Então, queridas Irmãs, revisitemos as nossas Constituições e deixemo-nos questionar pelo artigo 1: «Por um dom do Espírito Santo e com a intervenção direta de Maria, S. João Bosco fundou o nosso Instituto como resposta de salvação às expectativas das jovens. Transmitiu-lhe um patrimônio espiritual inspirado na caridade de Cristo, Bom Pastor, e imprimiu-lhe um forte impulso missionário.»

Este artigo é a porta de entrada das nossas Constituições, é o primeiro de todos e, por isto mesmo, aquele que apresenta a nossa identidade carismática com uma explícita dimensão missionária. Madre Yvonne sempre salienta que Dom Bosco imprimiu no Instituto não somente um impulso missionário, mas um forte impulso missionário. É precisamente sobre este tema que se refere o convite que hoje lhes proponho.

No dia 14 de novembro de 2017, como Instituto, celebraremos o 140º aniversário da Primeira Expedição Missionária. Queremos convidar todas as nossas comunidades para inaugurarem oficialmente, hoje, o ano da celebração deste importante acontecimento que levou o Instituto para além das fronteiras da Europa, transplantando na América o carisma de Dom Bosco e de Madre Mazzarello. Com a partida das primeiras seis FMA, o espírito de Mornese atravessou o oceano rumo ao desconhecido “mundo novo” e ali ofereceu alegria e esperança a uma multidão de crianças, jovens, mulheres, famílias... Ali, as nossas primeiras Irmãs viveram como missionárias da esperança e da alegria, e as suas mãos se tornaram muito ativas, dinâmicas, porque no coração levavam a herança dos Fundadores: um forte impulso missionário!

Neste especial ano no qual nos preparamos a fazer memória da Primeira Expedição Missionária, convidamos todas vocês a revisitarem a história do nosso Instituto para suscitar e despertar nos nossos ambientes a vontade de conhecer mais profundamente as nossas origens e o ardor missionário que sustentou e ainda hoje sustenta as FMA missionárias ad gentes nos lugares de missão onde o Instituto está presente.

Convidamos todas a formarem uma GRANDE EXPEDIÇÃO MISSIONÁRIA envolvendo todas as nossas comunidades educativas, de modo especial, os diversos grupos missionários, os grupos da Infância e Adolescência Missionária (IAM), o Voluntariado Missionário e as missionárias ad gentes – onde existem. Torcemos para que nenhuma FMA fique fora desta Expedição Missionária! Todas nós, por força do nosso Batismo e da consagração religiosa, somos “discípulas missionárias” e temos a imensa alegria, mas também a grande responsabilidade de anunciar Jesus às novas gerações, antes de tudo com a vida, depois com as palavras... se for preciso!

Queridas Irmãs, aos poucos e mais especificamente no dia 14 de cada mês compartilharemos com vocês o caminho que propomos para a celebração deste 140º aniversário.

Não é o fazer muitas coisas que vai marcar esta recorrência tão significativa, mas o fato de viver intensamente a nossa vocação de Filhas de Maria Auxiliadora: na simplicidade, com uma forte paixão missionária, levando a todos a alegria e a esperança que brotam de um coração que verdadeiramente encontrou o Senhor, e nEle, deseja encontrar as jovens e os jovens, de modo especial, os mais pobres, os “invisíveis”, que vivem nas periferias da existência e das nossas cidades; as jovens e os jovens a quem ninguém estende a mão, para os quais ninguém olha, pelos quais ninguém se interessa; os descartados do nosso sistema social, os “rejeitados” que, por sua vez, rejeitam toda e qualquer proposta de educação, de crescimento, de busca de sentido para a vida.

Queridas Irmãs, preparemo-nos para partir... mesmo permanecendo no lugar de missão onde nos encontramos neste momento. Abramos a mente e o coração ao horizonte da missão e respondamos SIM ao chamado do Senhor que se renova a cada novo amanhecer. Não é necessário levar grandes bagagens... basta um coração aberto, um olhar alargado, que nos permita de ser com os jovens, missionárias de esperança e de alegria. Basta-nos despertar nos nossos corações o fogo e o dinamismo do Da mihi Animas cetera tolle e do A ti as confio, para suscitar, como consequência, uma resposta alegre e credível; «ser missionárias» 24 horas ao dia, em qualquer situação, em qualquer lugar onde nos encontramos, seja qual for o trabalho a nós confiado, com o desejo de abraçá-lo como verdadeira missão! É necessário tão somente um forte impulso missionário!

Esperamos todas vocês, juntas, para a GRANDE EXPEDIÇÃO MISSIONÁRIA, no dia 14 de novembro de 2017, tendo nas mãos e no coração o fruto de um caminho missionário feito de GRATIDÃO, de FIDELIDADE e de PROFECIA.

Em comunhão de preces e de missão, a cada uma o meu forte e fraterno abraço,

Ir. Alaíde Deretti - Conselheira para as Missões

Fonte: Redação

  Eventos - Fevereiro

Nenhum registro encontrado!

Ver todos eventosver todos eventos