senha

Palavra da Inspetora

em 06/10/2016 | 00h00min

Palavra da Inspetora

Inspetoria Nossa Senhora da Penha  -  Circular 102016

Queridas Irmãs,

Uma compaixão profunda. Um toque generoso.

Um coração pleno de misericórdia. 

 “Jesus, profundamente compadecido, estendeu a mão, tocou-o,

e disse-lhe: Quero, fica limpo!”(Mc 1,41)

Com o trecho do Evangelista Marcos que nos ajuda a penetrar com mais profundidade no sentido de viver na alegria da gratidão, podemos nos preparar bem para celebrar a festa da Inspetoria – festa da gratidão.  

Marcos nos leva até o coração de Jesus e revela o que o levou a agir: uma compaixão profunda, um toque generoso de quem tem um coração misericordioso, compassivo e solidário.

Mesmo que a atitude de todos tenha sido a de rejeição dos portadores da lepra, Jesus se compadece e usa de misericórdia e de proximidade. Ele sabe o seu nome, seu problema, sua dor, sua angústia e seu medo. Ele penetra no mais profundo de quem se coloca necessitado.

O toque de Jesus quebrou o sistema judaico, porque o puro não ficou impuro; entretanto, o puro purificou o impuro. Segundo a lei, quem tocasse em um leproso ficava impuro, mas em vez de Jesus ficar impuro ao tocar o leproso, foi o leproso quem ficou limpo. 

Jesus pode nos tocar, nos curar também. Basta um toque de Jesus e ficaremos curadas, libertas, purificadas. Ele não se afasta de nós por causa das nossas fragilidades, impurezas e limitações.

Jesus atendeu prontamente ao clamor do leproso: “Se quiseres, podes purificar-me”. Ele respondeu: “Quero, fica limpo! No mesmo instante, desapareceu a lepra, e ficou limpo” (1,41.42). O toque e a palavra trouxeram cura, restituiu-lhe a vida e a dignificou.

O homem curado não conteve sua alegria e entusiasmo. Diz o texto: “Mas, tendo ele saído, começou a proclamar muitas coisas e a divulgar a notícia por toda parte”. Não se conteve, tamanha era a sua leveza, a sua explosão de alegria e contentamento.

O samaritano mostrou-se alguém de fé madura, que nasce da esperança, cresce na obediência à Palavra de Jesus e se manifesta na gratidão. Com isso, ele não só recebe a cura, mas é salvo. Sua vida chega à plenitude ao reconhecer que, em Jesus, o amor de Deus leva todos a viver na alegria da gratidão. A vida que Deus dá em Jesus Cristo é gratuita, é graça. Ao identificar-se com o leproso, Cristo torna-se modelo de solidariedade. Ele está próximo dos necessitados que precisam da cura.

Penso que celebrar a Festa da Inspetoria - Festa da Gratidão - é poder olhar para a caminhada das comunidades durante este ano consagrado como o ‘Ano da Misericórdia’ e olhar a nossa vida na perspectiva do trecho de Cl 3, 12-14: “Revesti-vos de sentimentos de compaixão, de benevolência, de humildade, de paciência. Suportai-vos uns aos outros, e se alguém tiver alguma queixa contra o outro, perdoai-vos mutuamente. Como o Senhor vos perdoou, fazei o mesmo também vós e acima de tudo revesti-vos de amor!”

Sim, com estes sentimentos, com este programa, temos motivo para subir ao Convento da Penha e com a Virgem Mãe rezar o Magnifica, pois o Senhor, somente Ele é capaz de tocar o nosso coração e torná-lo puro. E então agradecer as muitas maravilhas realizadas em nós e através de nós. 

Agradeçamos, pois o Senhor esteve conosco e nos sustentou no caminho, continua confirmando nossos sonhos, nossos projetos e nos anima continuamente em nossas realizações em prol da grande missão: a salvação da JUVENTUDE! 

A Mãe Aparecida, Virgem do Rosário abençoe nossos passos e nos ensine a sermos suas filhas que tocadas pelo Deus misericórdia são capazes de gestos de misericórdia na vida cotidiana.

Abraço fraterno e com carinho, Ir. Ana Teresa

Fonte: Redação

  Eventos - Outubro

Nenhum registro encontrado!

Ver todos eventosver todos eventos